Casamento no inverno: Jussara + Frederico

Jussara e Frederico se conheceram em uma balada em Minas Gerais. Ele estava com os amigos e eu comemorando o aniversário de uma amiga. Os amigos que estavam nesse dia foram nossos padrinhos e madrinhas de casamento!”

Após seis anos de namoro, Frederico escolheu o restaurante preferido do casal para fazer o pedido de casamento. Ele me convidou para jantar no nosso italiano favorito. Estava cansada e disse para ficarmos em casa, mas ele insistiu tanto que comecei a desconfiar… O Fred surgiu todo arrumado com uma sacola na mão dizendo era uma caixa de taxinhas de pregar papel que ele ia devolver para alguém. Lógico que não colou né? No restaurante, ele estava super nervoso até que falou: estou com os anéis! Pareceu um desabafo, rs! Achei muito fofo! Então jantamos e conversamos sobre nossa vida juntos no futuro”, relembra Jussara.

Na época do pedido, Jussara estava prestes a começar um projeto fora do Brasil, então o casal resolveu antecipar os preparativos para dar tempo de deixar tudo encaminhado antes da viagem da noiva. “Começamos os preparativos um ano e meio antes do grande dia. Quatro meses antes do casamento, nos mudamos para o Caribe. Tivemos que começar uma vida lá, montar casa, acostumar com o trabalho, etc e, ao mesmo tempo, continuar em ritmo acelerado os preparativos em BH.

Cada parte da cerimônia foi elaborada pelos noivos, que queriam uma celebração íntima e que fizesse sentido para a história deles. Por isso, convidaram um grande amigo para ser o celebrante. “Ele também convidou outros amigos para trazerem mensagens sobre a vida de casado, formação da família e o amor entre um casal. Nós trocamos os votos e escrevemos um texto para ler aos convidados, agradecendo a presença de todos, ressaltando sua contribuição para nossa formação individual e nossa trajetória como casal.”

Jussara queria se casar no campo, perto da natureza, mas mantendo o glamour dos grandes salões. O casamento aconteceu no inverno e a noiva optou por uma paleta com vinho, vermelho e verde. O projeto floral valorizou folhagens secas, com bastante textura. A riqueza dos arranjos é de impressionar! “A ideia era montar o cenário de um casarão de fazenda requintado e aconchegante. Sempre falava para a Júlia: gosto dos espaços preenchidos, para as pessoas se sentirem confortáveis, então quero cadeiras, lounges, almofadas e detalhes em cada espaço que contem uma estória e sejam entretenimento para os convidados.” 

Na cerimônia, o altar foi montado em frente à construção rústica da fazenda e recebeu arranjos com flores de capim, rosas e folhagens, além de dois arcos florais com galhos, folhas e flores. O caminho da cerimônia foi decorado com arranjos em cestos e vasos de cerâmica com aspecto envelhecido.

Em seu grande dia, a noiva nunca se imaginou casando de brancoTeve época em que quis casar de vermelho, mas achei que poderia ficar meio exagerado. Comecei então a buscar opções que não fossem brancas, mas com cara de noiva. Então, escolhi um vestido dourado, estilo barroco, com bordados de flores.” Além de bordados com brilho, o modelo tinha também saia fluida e decote nas costas. Jussara usou o cabelo meio-preso, finalizado com acessório, e uma maquiagem que destacou seu olhos. Para finalizar o visual, brincos de pérola.

Na mesa de doces, o grande protagonista foi o arranjo lateral, composto de cestos de vime, cordas, grandes folhas secas e até frutas! Três bolos de um andar se distribuíram na extensão da mesa, todos decorado com uvas, morangos e mini-rosas brancas e vermelhas. Os docinhos foram colocados em bandejas de madeira de diferentes tamanhos, formatos e alturas. A decoração ficou de tirar o fôlego, diferente de tudo que eu já tinha visto!”

Na festa, a grande emoção da noite foi uma surpresa pra lá de especial! Meu pai cantou ‘Como é grande meu amor por você’, do Roberto Carlos. Ele havia ensaiado tudo com a banda sem eu saber, e mandou super bem! Todo mundo se emocionou bastante e ele ainda me puxou pra dançar no final!”

Instagram

Instagram has returned invalid data.

Follow Me!